Google proibiu propagandas invasivas no Android

Veja nesta publicação: Google proibiu propagandas invasivas no Android.

Pelo menos uma vez na vida você baixou um app que encheu seu celular com propagandas. Infelizmente isso pode acontecer com qualquer um. Aplicativos para edição de fotos, aplicativos de música, jogos ou qualquer outro.

Isso só acontece pela permissão que o app tem para acessar seu celular. Os desenvolvedores aproveitam este acesso para faturar com os tais anúncios.

Veja mais detalhes sobre a proibição de propagandas invasivas no Android.

Google proibiu propagandas invasivas no Android

Para melhorar a experiência de seus clientes com seus produtos, foi sancionada uma nova política aos desenvolvedores da Play Store que impede este tipo de ação.

A decisão foi tomada ontem com a intenção de evitar que os usuários sejam perturbados por propagandas insistentes. Além disso, estes anúncios representam gastos aos planos de dados dos usuários.

Em nota, a Google declarou:

Aplicativos que contém anúncios enganosos ou interferentes não são permitidos. Eles só podem ser exibidos dentro dos aplicativo que são veiculados. Consideramos anúncios veiculados no seu app como parte do app. Os que são exibidos no aplicativo precisam estar em conformidade com todas as nossas políticas.

Ainda dentro das regras da nova política, ao menos que o aplicativo tenha função exclusiva de tela de bloqueio, este espaço está proibido de ser monetizado.

A ordem já está valendo para todos os desenvolvedores da loja e os mesmo terão um período de adaptação a nova política. Depois de outras mudanças feitas pela loja, essa é mais uma que irá beneficiar o usuário aumentando a qualidade de seu serviço.

E você, o que achou desta nova regra? Escreva para nós nos comentários!

Aproveite para curtir nossa página no Facebook Mecânica do Android e tenha em sua Linha do Tempo as melhores dicas e tutoriais para Android, além de novidades sobre jogos, aplicativos e muito mais.

Veja também: Como remover anúncios da tela de bloqueio

Você acabou de ler: Google proibiu propagandas invasivas no Android